Categorias
Saúde e Bem Estar

Energia que vem do céu

A famosa energia que vem do céu, mais conhecida como energia solar, começou a ser mais reconhecida a pouco no Brasil. Começando por diversos famosos que fizeram publicações em seus perfis nas redes sociais, relacionadas ao uso consciente de energia e da sua importância para contribuir com a preservação do meio ambiente.

Diante da “crise” que o país está enfrentando, são realizadas notícias vez ou outra sobre a energia solar.  Esse tipo de energia (solar fotovoltaica) e a produzida a partir do vento, conhecida como eólica, enfrentaram obstáculos para alcançar e registrar avanço em seu segmento.

Mas, foi a energia solar que teve um grande avanço, pois em um ano teve um crescimento de cerca de 5% em sua instalação. Em 2017, tinha 21 megawatt e no ano seguinte chegou a quase 1 gigawatt. No entanto, ainda não é um número alto, pois no país, a energia solar ainda tem somente 0,6% de sua potência em instalações.

Na verdade, o avanço do uso da energia que vem do céu no Brasil, aconteceu devido a dois grandes empreendimentos que foram inaugurados em 2018 no mês de setembro, os quais foram:

– Usina Ituvevara na Bahia

– Usina Nova Olinda no Piauí

Unidas, essas usinas possuem a potência de até 546 Megawatt que é o ideal para realizar o abastecimento de mais de 500 mil residências. Elas foram construídas e é operado pela Enel, um grupo italiano que chegou a investir cerca de US$ 700 milhões.

Além disso, a energia solar também está sendo utilizada em residências, diversos famosos como Isis Valverde, atriz e Michel Teló, cantor, instalaram essa fonte de energia em suas residências. Em 2016 havia mais de 7 mil instalações no país, atualmente, o número subiu para 16.000.

Capacidade de geração

Estudos mostram que o Brasil é o país com maior potencial para geração da energia solar, devido ao seu clima. Pois, o país privilegiado em produção, Alemanha, que está em terceiro lugar, depois do Japão e China, perderia para o Brasil que tem grande potencial em Minas e no Interior do Nordeste.

Mais empregos

De acordo com a ABEEólica (Associação Brasileira da Energia Eólica), mais de 4 mil famílias alugaram suas terras para que fossem instalados os geradores para energia Eólica, recebendo por volta de R$ 2,5 mil por mês cada família.

A nova fonte de energia está ainda tímida no país, mas tem ganhado espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *